4 dicas para promover a segurança do trabalho nos hospitais

segurança do trabalho hospitais

O ambiente hospitalar apresenta todos os tipos de risco profissional, exigindo cuidados específicos com a segurança de todos.

Imagem: iStock / Getty Images Plus / yacobchuk

Um hospital é um estabelecimento que se dedica ao atendimento de pessoas, realizando o diagnóstico de doenças e oferecendo o tratamento adequado para cada paciente. Trata-se de um local que lida diretamente com a saúde da população e, portanto, é fundamental que sejam tomados cuidados no que diz respeito à prevenção, eliminação e minimização dos riscos existentes tanto para quem trabalha em hospitais como para quem procura atendimento.

O ambiente hospitalar é um dos poucos locais de trabalho que apresentam todos os tipos de riscos profissionais existentes: físicos, químicos, biológicos, ergonômicos e de acidentes. De olho neste contexto, é essencial que os gestores saibam identificar as ameaças e estabelecer ações para promover a segurança do trabalho em hospitais — de modo a proporcionar saúde para todos.

Riscos profissionais existentes no hospital

Riscos físicos

São os riscos que se apresentam em forma de energia, tais como excesso de ruídos (associados ao funcionamento de máquinas e equipamentos como ressonância magnética, por exemplo), presença de radiação (exames de tomografia ou radiografia) e exposição ao calor.

Riscos químicos

Diz respeito ao contato com agentes químicos, tais como medicamentos, agentes de limpeza, materiais de desinfecção e substâncias quimioterápicas.

Riscos biológicos

Relacionado à exposição a materiais biológicas potencialmente contaminados, como fluidos corporais de pacientes doentes.

Riscos ergonômicos

Associado ao desgaste físico relacionado ao uso de equipamentos e posicionamento inadequado de macas e cadeiras.

Risco de acidente

Por fim, o profissional que atua em um ambiente hospitalar está sujeito a acidentes que podem causar lesões corporais. É o caso, por exemplo, do uso de equipamentos perfurocortantes como bisturis e agulhas, ou da presença de piso escorregadio.

Dicas para promover segurança do trabalho em hospitais

Com tantos riscos existentes, qualquer acidente de trabalho dentro do ambiente hospitalar tem o potencial de provocar sérios danos à saúde do profissional (e, muitas vezes, do paciente). Para evitar que isso aconteça, é fundamental que sejam impostas as melhores práticas de segurança no ambiente hospitalar. Confira algumas dicas de como fazer isso:

Respeite as normas de segurança

A Norma Regulamentadora de número 32 (NR 32) é responsável por determinar as diretrizes básicas para garantir a segurança em serviços de saúde, estabelecendo as formas de identificar os riscos presentes em hospitais e as melhores práticas para evitar acidentes. Sempre siga essas recomendações à risca.

Identifique e classifique as áreas de risco

Identificar as áreas de risco permite que sejam priorizadas as medidas de segurança para os locais que requerem mais atenção por oferecerem mais riscos, tais como salas de radiografia e setores que lidam com fluidos.

Atenção à gestão de resíduos

O lixo hospitalar é considerado potencialmente perigoso, uma vez que também oferece riscos químicos e biológicos. Por isso, é essencial planejar cuidadosamente a forma com que esses resíduos serão armazenados e descartados.

Utilize os EPIs adequados

O uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) é essencial para promover a segurança do trabalho em hospitais, uma vez que minimizam a exposição do colaborador aos riscos ocupacionais citados. Confira os principais EPIs para enfermagem e faça seu orçamento conosco!

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

+