EPI para mecânico: 6 EPIs obrigatórios e fundamentais para a profissão!

mecânico usando EPIs

As atividades que envolvem o trabalho de um mecânico podem colocar o profissional em contato com diversos riscos, exigindo o uso de Equipamentos de Proteção Individual.

Imagem: iStock / Getty Images Plus / FotoDuets

O uso de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para mecânico é essencial para garantir a saúde e a integridade física desses profissionais que se responsabilizam por executar a manutenção preventiva, reparação e modificação de máquinas, motores e equipamentos mecânicos. Trata-se de uma atividade repleta de riscos ocupacionais, já que está associada ao uso de ferramentas potencialmente cortantes e à presença de substâncias tóxicas (como o benzeno, soluções de baterias e gases de petróleo).

As atividades que envolvem este trabalho incluem a desmontagem e montagem de maquinário para a troca de peças, limpeza de componentes, revisão de freios, regulagem de motores e realização de consertos em geral. Para garantir que tudo isso seja realizado de maneira segura, sem acidentes e minimizando o desenvolvimento de doenças, é fundamental que sejam adotadas determinadas medidas de prevenção.

EPI para mecânico: o que diz a legislação?

De acordo com a Norma Regulamentadora de número 6 (NR 6) do Ministério do Trabalho, todas as atividades profissionais que oferecem riscos que não podem ser eliminados ou atenuados por meio de medidas coletivas exigem obrigatoriamente o uso de EPIs. Os dispositivos de segurança devem ser fornecidos pela empresa, sempre de maneira gratuita e em perfeito estado de conservação e funcionamento.

Além disso, é dever da empresa oferecer treinamento para que os colaboradores saibam como utilizar corretamente os equipamentos e exigir seu uso durante as atividades profissionais. Ao trabalhador, cabe a tarefa de se responsabilizar pela conservação dos EPIs, usar o equipamento apenas para a finalidade a que ele se destina e sempre comunicar a existência de alterações que tornem o dispositivo impróprio para uso. Essas regras valem para todos os tipos de atividade profissional, e a atuação do mecânico não é exceção.

EPIs obrigatórios para mecânico

O uso dos EPIs para mecânico é a melhor forma de minimizar ou até eliminar a ocorrência de acidentes, destacando-se como uma medida importante não apenas para atender à legislação, mas para garantir a segurança dos profissionais e a produtividade da empresa. Por isso, é fundamental que colaboradores e gestores estejam atentos ao uso dos EPIs obrigatórios, que são:

Protetor facial

As máscaras de proteção garantem a segurança dos olhos e face contra impurezas, fagulhas, limalhas e contato com outros equipamentos e ferramentas. No caso da realização de atividades de soldagem, é preciso que o EPI conte com lentes capazes de proteger contra radiação ultravioleta.

Luvas de proteção

O uso de luvas de proteção mantém as mãos do mecânico livres de irritações associadas ao contato com materiais como graxa e óleo, evitando também a ocorrência de feridas causadas por objetos metálicos e por fagulhas de solda.

Calçado de segurança

Os calçados de segurança cumprem a função de proteger os pés do usuário em caso de quedas de objetos, peças e substâncias potencialmente prejudiciais.

Protetor auricular

O protetor auditivo, como o próprio nome indica, é um EPI que assegura a audição do trabalhador, protegendo-a dos intensos ruídos que podem estar presentes na oficina mecânica.

Mangas e avental

Uniformes profissionais, aventais e mangotes evitam que o mecânico sofra queimaduras e fique exposto a cortes ou substâncias abrasivas.

Creme de proteção

Os cremes de proteção para a pele, por fim, evitam o contato direto do trabalhador com substâncias potencialmente tóxicas e prejudiciais à pele.

RECOMENDAMOS PARA VOCÊ

+