Aterramento padrão trifásico: principais cuidados necessários.

Tempo de leitura 3 minutos

Hoje vamos destacar questões importantes sobre o aterramento padrão trifásico. Eles são indispensáveis para redes elétricas. Assim, é indispensável que seu uso seja eficiente e seguro para todos. 

E é justamente aí que entra o aterramento padrão trifásico. Este é um método simples, que traz muito mais segurança para o sistema elétrico. Assim, veja a seguir alguns cuidados que você precisa adorar nesse processo, inclusive para contornar problemas em potencial. 

E claro, lembre-se que quando precisar, no Mundo Linha Viva você tem os melhores produtos e serviços para adquirir todos os seus materiais e equipamentos

Problemas evitados com um bom aterramento padrão trifásico

O aterramento trifásico traz ao sistema elétrico muito mais estabilidade em toda a rede, evitando assim inúmeros problemas. Isso envolve tanto a questão da segurança das pessoas quanto a vida útil de equipamentos e de toda a estrutura da rede. 

Caso o aterramento não seja feito da forma certa, isso pode acarretar em diversos problemas para a rede elétrica. Entre os principais se destacam, por exemplo:

  • Muito mais variação na tensão do sistema; 
  • Mais riscos e queima de equipamentos;
  • O risco de choques elétricos é muito maior;
  • Menor proteção contra curto circuitos devido ao superaquecimento de cabos;
  • Em caso de superaquecimento de cabos, sem o aterramento trifásico há maior chance de incêndios.

De forma geral, há inúmeros fatores ligados à segurança com o uso correto de aterramento trifásico. Esse é um sistema de simples adoção, que garante o bom funcionamento das redes elétricas. Nesse caso, o engenheiro responsável pela rede elétrica de determinada empresa/estrutura vai definir qual o melhor tipo de aterramento. Assim, aterramentos secundários e primários, por exemplo, são bastante comuns. 

Como é feito o aterramento elétrico?

Na hora de fazer uma instalação elétrica ou contratar alguém para isso, é necessário saber como realizar esse processo. Isso envolve, sobretudo, a correta realização do aterro elétrico, seja ele trifásico ou outro tipo de sistema. 

Assim, o primeiro ponto crucial é um planejamento para sua colocação antes ou durante a construção da estrutura. Para isso, existem padrões que precisam ser obedecidos conforme a ABNT. Além disso, também é preciso definir qual o valor da resistência elétrica que o sistema irá trabalhar. 

De forma mais direta, podemos imaginar que o aterramento padrão trifásico é feito a partir de um processo simples e direto: quando o fio terra ou uma barra de cobre é enterrado. Com isso, o sistema ganha mais estabilidade para funcionar sem maiores problemas. E para ele ser realizado de forma correta, considere as seguintes dicas:

  • Contrate um especialista com boas recomendações;
  • Não aceite gambiarras ou formas alternativas que tragam riscos;
  • Tenha certeza que o seu dimensionamento será feito da forma correta;
  • Leve em conta a estratificação do solo e se o sistema de aterramento é o ideal.

Essas dicas garantem mais autonomia para escolher e realizar um aterramento trifásico com total segurança.

Tudo em produtos para aterramento trifásico é na Mundo Linha Viva

O processo de aterramento é simples, mas requer uma série de cuidados, inclusive com relação aos itens utilizados nele. Assim, é possível garantir mais segurança para os equipamentos e as pessoas. E para tanto, você precisa contar com uma empresa especializada. 

Na Mundo Linha Viva há uma gama completa de produtos para todas as necessidades de sua rede elétrica. Por isso, venha hoje mesmo conferir nosso catálogo online e fazer suas compras conosco.