Tipos de cinto de segurança: como escolher o modelo de EPI conforme suas características?

Tempo de leitura 3 minutos

Para trabalhos em altura, o cinto de segurança garante a proteção necessária para realização de várias tarefas

Com altura não se brinca. Ouvimos tal afirmação desde pequenos e sabemos muito bem os riscos envolvidos em quedas de determinadas alturas. E dentro do universo profissional, os trabalhos em altura também demandam cuidados especiais, como em relação ao uso obrigatório de alguns equipamentos de proteção individual. É o caso do cinto de segurança, também conhecido como cinto de proteção, e que por sua vez, pode ser encontrado com boa variedade de modelos e para diferentes atividades. Quer saber mais sobre o assunto? Continue a leitura do post de hoje, aqui no blog do Mundo Linha Viva.

Veja abaixo quais são os principais tipos de cinto de segurança

Cinto de segurança paraquedista com 1 ponto de conexão

É o modelo perfeito para quem precisa utilizar em conjunto com outra peça muito importante, o talabarte em Y. Também é uma solução versátil, que permite a utilização com diferentes modelos de trava quedas, como do tipo retrátil, para corda ou para cabo de aço. Sua principal característica é que somente é possível utilizar um dispositivo por vez, justamente por apresentar 1 ponto de conexão.

Cinto de segurança para espaço confinado com alças nos ombros

Equipamento de proteção individual indicado para atividades que exijam o uso do conjunto em trapézio, como durante trabalhos de içamento e resgate em locais confinados.

Cinto de segurança para trabalhos em posicionamento com ponto de conexão abdominal

É um tipo de cinto que deve ser utilizado em atividades específicas, que exijam o uso em conjunto do talabarte de posicionamento. Podemos citar, por exemplo, em trabalhos onde o profissional precise utilizar as duas mãos. Um grande diferencial é que garante conforto lombar.

Cinto de segurança para alpinismo industrial, acesso por cordas e resgate

Trata-se de um dos tipos de cintos de segurança mais confortáveis, sendo utilizado em sistemas de subida e descida, inclusive para resgate de vítimas.

Cinto de segurança tipo paraquedista para solda

Como o próprio nome já deixa claro, este EPI é essencial para trabalhos de soldagem. É um cinto confeccionado com fitas de aramida e que apresenta elevada resistência a respingos e faíscas em geral. Deve ser utilizado, obrigatoriamente, com dispositivos de retenção de queda que também sejam fabricados com o mesmo material, como o talabarte.

Tipos de conexão para utilização com cintos de proteção

São estes os tipos de conexão mais utilizados junto aos cintos de proteção:

  • Meia argola para conexão nas costas: ideal para conexão de talabarte e também trava quedas retrátil.
  • Duas meias argolas (poliéster) no peito:utilizadas juntas, as argolas formam um ponto de conexão muito resistente. É ideal para se conectar um cabo de aço ou mesmo trava quedas para corda.
  • Duas alças nos ombros:conexão que conecta o trapézio, muito utilizada para trabalhos em espaços confinados.
  • Duas meias argolas na cintura:são utilizadas na região abdominal e conectam o talabarte de posicionamento.
  • Argola padrão.
  • Meia argola umbilical:utilizada na região do umbigo, para conexão a blocantes ventrais, descensores e dispositivos similares.

O Mundo Linha Viva tem o que você procura

Não perca mais tempo na internet pesquisando sobre cinto de segurança para trabalhos em altura. Fale hoje mesmo com um dos nossos especialistas e garanta o que há de melhor. Qualidade e segurança são diferenciais presentes em todos os equipamentos de proteção individual, de todas as linhas, que você encontra por aqui.